Roteiro Bolonha (o que fazer por lá)

A Bolonha é uma cidade que nem sempre é lembrada para ser incluída em um roteiro pela Itália. E isso é um erro gravíssimo, ainda mais para aquelas pessoas que são apaixonadas por comida como nós. Acreditamos que é impossível se conhecer um lugar sem conhecer sua gastronomia.

Além da comida deliciosa, a Bolonha possui alguns pontos turísticos que não podem ficar de fora da viagem de ninguém!

Então, o que não pode faltar em um roteiro pela Bolonha?

COMO CHEGAR NA BOLONHA

Você pode ir de avião para lá (normalmente essa é a opção mais cara), de ônibus (recomendamos a empresa MegaBus que tem ônibus confortáveis, com ar-condicionado, wi-fi, tomadas e são incrivelmente baratos) ou de trem.

Nós fomos de trem para lá saindo de Milão (e voltamos para Milão de MegaBus pagando apenas 3 euros), que deu mais ou menos 1h30min de viagem. Era um sonho nosso viajar de trem pela Europa e conseguimos uma passagem bem barata no total de 8 euros para cada uma. As paisagens do caminho são maravilhosas. Então, se tiver a oportunidade, faça essa loucurazinha e viagem de trem em qualquer lugar da Europa.

Mas o que tem de tão mágico na Bolonha?

PIAZZA MAGGIORE

Essa é a praça central da cidade e quase todos os pontos imperdíveis estão em volta dela, num raio de mais ou menos 3km. Lá você vai encontrar a Basílica di San Petrônio, a Piazza del Nettuno, a Fontana di Nettuno (construída entre 1563 e 1566 pelo escultor Giambologna) que são construções lindíssimas.

A Basílica di San Petrônio tem seu projeto datado do século 14 quando se deu início a sua construção. Mas, devido a inúmeros problemas ela teve que ser parada e só foi retomada no século 16, então, decidiram improvisar a construção com materiais totalmente diferentes utilizados no início da obra. E isso fica totalmente claro na faixada da igreja, tornando-a única!

LE DUE TORRI

As Duas Torres ficam num ponto estratégico de entrada na cidade, na antiga Vila Emilia.

Feitas de alvenaria, elas tinham função militar de prisão e fortaleza no século XIV e também foram usadas como torres de observação durante a Segunda Guerra Mundial.

A Bolonha tinha mais de 200 torres distribuídas pela cidade, cada uma pertencia a uma família, o que demonstrava status. Todas essas torres existiram até o final do século XII e apenas 20 delas sobreviveram a incêndios e guerras desde então.

Le Due Torri pertenciam às famílias Garisenda e Assinelli, que dão nomes a elas. A Torri Assinelli, a mais alta das duas torres, pode ser visitada entre 9h e 17h e sua entrada custa 3 euros. Vá preparado para subir 498 degraus que totalizam 97,2 metros de altura!

Depois de quase morrer na subida, tenha a certeza de que será recompensado pelo seu esforço com uma vista maravilhosa da cidade lá embaixo.

Vale super a pena.

GELATTO

Não tem como ir a qualquer lugar da Itália e não provar um sorvetinho por lá, os famosos Gelattos. Uma sorveteria sensacional na Bolonha é, sem dúvidas, La Sorbetteria Castiglione. Lá você vai encontrar mil sabores diferentes e deliciosamente deliciosos, que vão deixar você com vontade de provar todos.

Só tenha cuidado com sua pronúncia na hora de pedir seu sorvete. Lá eles zoam mesmo se você não pronunciar corretamente o sabor desejado. Nosso truque foi tentar ensinar o pessoal de lá algumas frases em português e zoamos a pronúncia deles também, tudo na amizade.

BOLONHESA

A Bolonha é conhecida como la grassa ou “a gorda” por conta de sua culinária sensacional. Muitas pessoas não sabem, mas o termo “bolonhesa” vem do molho típico da Bolonha (al ragù) feito de carne moída e molho de tomate.

Recomendamos fortemente que você coma um tagliatele alla bolognese (ou Ragu!) na Osteria dell”Orsa, o melhor restaurante de comida típica da cidade. Os pratos individuais custam em torno de 10 euros e são DELICIOSOS.

IL FESTIVAL DEI SAPORI DI BOLOGNA

Tivemos o privilégio de poder participar do 1º Festival de Sabores da Bolonha que aconteceu em janeiro de 2016. Teve sede no Palazzo Re Enzo e durou 3 dias, de 22 a 24 de janeiro.

O foco principal do festival é divulgar e unir a comida e o vinho locais. Lá a gente pode degustar comidas e bebidas, participar de oficinas e palestras sobre culinária e fazer parte de diversos programas para jovens.

PROSCIUTTO

Prosciutto é um presunto curado a seco, envelhecido e temperado servido em fatias mega finas e sem cozimento. É feito com a perna do porco e o nosso preferido é o Prosciutto di Parma, mas existem muitos outros tipos como o Prosciutto Toscano e o Prosciutto di San Daniele.

Vale a pena experimentar.

PS: Você vai precisar de um seguro viagem para entrar na Europa. A empresa que sempre usamos para pesquisar é a Real Seguro Viagem que sempre nos dá todo suporte necessário e nos garante o melhor preço.

Já foi à Bolonha? Conta pra gente como foi!

SE HOSPEDE COM BOOKING.COM

VIAJE SEGURO:

Seguro viagem europa 728x90

Roteiro Bolonha (o que fazer por lá)
5 (100%) 9 votes

viagemcomasmanas

Empreendedoras digitais apaixonadas por viagem que buscam ajudar cada vez mais pessoas a se tornarem as protagonistas de suas próprias vidas.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *